A Música Ocidental

 

Guido D’Arezzo (992 — 1050) foi um monge italiano e regente do coro da Catedral de Arezzo (Toscana). Dele herdamos o precedente revolucionário para a História da Música no Ocidente. Quando repetimos seu sistema, e mergulhamos com elementos de nossa etno-estética, recriamos o que somos por meio da Música. 

Guido D’Arezzo foi o criador da notação moderna na pauta antiga, encerrando com o uso de neumas na História da Música, e batizou as notas musicais com os nomes que conhecemos hoje: dó, ré, mi, fá, sol, lá e si (antes: ut, re, mi, fa, sol, la e san), baseando-se em um texto sagrado em latim do hino a São João Batista:

a

Ut queant laxis      –   DO
Resonare fibris     –   RE
Mira gestorum      –   MI
Famuli tuorum      –   FA
Solve polluti          –   SOL
Labii reatum         –   LA
Sancte Ioannes     –   SI
2

TRADUÇÃO:

“Para que teus servos,
possam ressoar claramente
a maravilha dos teus feitos,
limpe nossos lábios impuros, ó São João.”

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Guido_d%27Arezzo
Veja: Música do Brasil
__________________________________________
__________________________________
__________________________
___________________
___________

As Bandas de Música no Brasil, desenvolvimento da arte e cultura nacional

Banda Musical 7 de Setembro de Timbaúba em 1894.
Fonte: arquivo Renan Pimenta

Quando passamos a interpretar a realidade nacional criamos o chorinho, o frevo, o maxixe, etc.

A tradição musical ocidental foi divulgada, no Brasil, principalmente nas sedes de Bandas de Música. Em suas escolas de iniciação e desenvolvimento do ensino, até a profissionalização, muitos nomes importantes da MPB passaram por tais centros de estudo musical.

Quando imaginamos escola de música não lembramos que no Brasil, há mais de um século, surgiram sociedades organizadas para o estudo, ensino, prática e desenvolvimento da música como atividade profissionalizante.  Atualmente as bandas de música continuam com a mesma   finalidade. Em Pernambuco elas estão presentes em todas as regiões do estado. Sendo testemunhas da evolução da música popular brasileira.

O Catálogo Bandas de Música de Pernambuco é um meio público para inclusão digital destas instituições. Espaço virtual onde se encontra contatos, a história das Bandas, fotos, vídeos.

Nosso objetivoé catalogar, e divulgar por meio da internet,  as bandas de musica de Pernambuco voltadas para o atendimento público em suas sedes e apresentações. Instituições que se caracterizam pela iniciação de aprendizes na cultura musical popular, e erudita, brasileira. Servindo ao mesmo tempo como centros de iniciação humanista, preparando cidadãos para a vida social.

A força motriz dessa iniciativa contribuirá para criação do primeiro espaço virtual democrático entre as Bandas de Música de Pernambuco, seja voz ativa! Participe do Catálogo Bandas de  Musica de Pernambuco Convidamos todas as Bandas a participar desse espaço de divulgação.

É fundamental que as Bandas de Música atendam nossa solicitação de envio de material , pois a criação do Catálogo Online divulgará a importância do trabalho social, pedagógico, simbólico, artístico e cultural desenvolvido por tais instituições.

__________________________________________________________

Surgidas também no século XIX as Bandas Militares foram as pioneiras em Pernambuco, marcando época nos desfiles, nas festas religiosas e principalmente nas retretas.

Dentre as bandas militares, destacamos a Banda do 4º Batalhão de Caçadores, a Banda da Guarda Nacional, a Banda da Brigada Militar que foi criada em 1878 e a Banda da PMPE – Recife – (1873)

Posteriormente, já neste século, foram criadas a Banda de Música da Escola de Aprendizes de Marinheiros, a Banda da Base Aérea do Recife e a Banda do 14 RI, atualmente com a denominação de Banda de Música do Comando Militar do Nordeste.

As bandas militares marcaram época em Recife com os seus simpatizantes e que, devido a simpatia por aquela ou outra banda, tornavam-se rivais.

__________________________________________________________


Anúncios