Aula Espetáculo

E o Frevo Continua…
(circuito estadual)

Aula Espetaculo (Buique) - Circuito EstadualHoje o Maestro Ademir Araújo e Orquestra Popular do Recife (OPR) esta chegando à cidade de Buíque/PE para mais uma apresentação da Aula Espetáculo “E o Frevo Continua…”.

Projeto Cultural nº 1263/13-CD, aprovado pela Comissão Deliberativa do FUNCULTURA na reunião para julgamento e seleção de projetos culturais inscritos no Edital – Edição 2012/2013, publicado no D.O.E. de 26 de setembro de 2013.

“Impossível falar em educação,
e não falar em música,
seja ela destinada às crianças,
adolescentes, jovens, adultos ou idosos”.
(Maestro Ademir Araújo)

formiga-marco-zero-8.pngAPRESENTAÇÃO

O projeto “Aula-Espetáculo: E o Frevo Continua… Circuito Estadual” tem como objeto apresentar espetáculos no formato didático/musical sobre o Frevo nos municípios do estado de Pernambuco.

Em 2014 estamos realizando o espetáculo nas cidades de Itaquitinga, Terra Nova, Buíque, Triunfo e Pombos.

A ideia é contribuir de forma presencial na salvaguarda ao Frevo, através da transmissão de conhecimento com a realização de shows com formato de aula-espetáculo com duração média de 1 hora e 30 minutos, com a participação dos alunos, professores e público em geral.

O espetáculo é dividido em duas partes: Na primeira parte do trabalho, a base teórica, ressaltando a origem e importância do Frevo, o seu valor referencial para a cultura pernambucana e brasileira e agora mundial como patrimônio imaterial da humanidade; e Na segunda parte será apresentada toda trajetória e evolução do frevo nas suas diversas modalidades.

O Projeto visa estimular, dentre outras coisas, a apreciação de um dos nossos mais marcantes ritmos. A ideia é a formação de plateia, pautada na música produzida na nossa região – o FREVO. Foi neste contexto que foi formatado “AULA-ESPETÁCULO: E O FREVO CONTINUA…”, com a direção do Maestro Ademir Araújo acompanhado da Orquestra Popular do Recife e, que possuem uma das trajetórias mais brilhantes da música pernambucana.  E assim teremos a apresentação com nuances do ritmo Frevo em seus aspectos sócio econômicos e a visão sobre o Frevo do Maestro Ademir Araújo, o Mestre Formiga, um dos maiores conhecedores desse gênero musical e expressão de inclusão social pela arte.

PROGRAMAÇÃO:

PARTE I

1) Maestro Ademir Araújo:
Evolução histórica e musical do Frevo;

2) Orquestra Popular do Recife:
Frevos na época dos capoeiras;

3) Orquestra Popular do Recife e Maestro Ademir Araújo:
Passistas, Frevo e Dança.

PARTE II

1) Maestro Ademir Araújo:
Estrutura da Orquestra;

2) Orquestra Popular do Recife:
Frevos – Rua, Canção e Bloco

3) Orquestra Popular do Recife e Maestro Ademir Araújo:
Especialidades – frevo-de-rua.

ORQUESTRA POPULAR DO RECIFE

OPR 1

Idealizada em 1975 por Ariano Suassuna, a Orquestra Popular do Recife é regida pelo Maestro Ademir Araújo, o Formiga, um dos mais respeitados compositores e arranjadores nordestinos. A Orquestra que é pioneira na pesquisa e transcriação de gêneros tradicionais, desde sua estréia ritmos como maracatus, cocos, cirandas, reisados e caboclinhos estão presentes no seu repertório, sempre com arranjos valiosos. Mas sem sombra de dúvidas é interpretando os vários estilos de frevo, em especial o frevo-de-rua(frevo instrumental), que o grupo assombra pelo seu virtuosismo, sendo conhecida pela precisão, afinação e potência de seus metais.

Considerado como um dos mais importantes grupos pernambucanos, a Orquestra Popular do Recife foi a primeira a subir no carro de som criado em 1980, pelo jornalista e escritor Leonardo Dantas, hoje conhecido como a Frevioca, a cara do carnaval pernambucano. Mas as apresentações da Orquestra não se restringem apenas no Carnaval e no Estado. Já romperam os limites de Pernambuco, se apresentando em todo o Nordeste e em países como Alemanha, Bélgica e Cuba, em concertos solo, acompanhando o quase inseparável cantor Claudionor Germano ou o Balé Popular do Recife.

Ao longo dos seus 39 anos de existência, a Orquestra Popular do Recife já acompanhou artistas que vão de Luiz Gonzaga (o Rei do Baião) a Lenine.

MAESTRO ADEMIR ARAÚJO

Ademir

Conhecido no meio musical por sua personalidade inquietante e aberta a novos desafios, talvez seja por isso chamado de “Formiga”. É um dos maestros que mais contribuem para atualização da cultura pernambucana, sobretudo na elaboração e arranjos. Pesquisador e compositor de talento que passeia por diversos ritmos e gêneros com muita desenvoltura.

Foi redescoberto por uma nova geração de artistas e músicos, como arranjador e diretor musical. Um dos mais respeitados compositores e arranjadores nordestinos, pioneiro na pesquisa e transcrição de gêneros tradicionais, ritmos como frevo, maracatu, coco, ciranda, reisado e caboclinho estão presentes no seu repertório, sempre com arranjos valiosos.

Ao longo, dos seus 53 anos de carreira, 39 anos a frente da Orquestra Popular do Recife, com participações com Nação Zumbi (PE), Eddie (PE), Andaluza (PE), Rogerman (PE), Orquestra Contemporânea de Olinda (PE), do artista Erasto Vasconcelos (PE), do grupo Camerata Brasileira (RS), A Barca (SP), do músico e compositor Marquinhos Mendonça (SP), dentre outros.

Enfatiza que o teor da Música enquanto ciência pode intervir diretamente no âmago da sociedade, transformando-se em poderoso instrumento sócio-pedagógico de inserção e transformação através do conhecimento do modo como sete notas, disposta entre sons, timbres, intervalos, etc., que nos caracterizam como povo único sobre a terra. Defende a tese que esse processo educativo ajuda não só a formar músicos, mas fundamentalmente a “capacitar cidadãos conscientes do valor da Música como expressão do ser humano”.

Um Viva ao Frevo… Que o frevo continue.

Site: www.maestroademiraraujo.com
Blog: http://projetoformigueiro.wordpress.com/

Ficha Técnica

  • Direção Musical: Ademir Araújo
  • Produção Executiva: Alexandre Araújo
  • Consultoria Técnica e Cultural: Arthur BigHead
  • Assistente de Produção: Eduardo Gato
  • Sistema de Som e Iluminação: MS Serviços e Soluções
  • Assessoria de Imprensa: Luciana Santos
  • Projeto Gráfico e Web: Alice Santos
  • Recife/PE – Brasil – Janeiro à Dezembro/2014

Projeto Cultural “E o Frevo Continua…”

(circuito estadual – apresentada em 13 cidades)

Zona da Mata: Nazaré da Mata, Joaquim Nabuco, Ipojuca, Itaquitinga, Pombos;

Agreste: São Joaquim do Monte, Gravatá, Garanhuns, Buíque;

Sertão: Carnaíba, Arcoverde, Triunfo, Terra Nova;

(realizada em  2008/2009  –  2011/2012  –  2013/2014  –  apoio: Funcultura)

Visite:
https://catalogobandasdemusicape.wordpress.com/workshop-e-o-frevo-continua-para-bandas-de-musica/

 _______________________________________________________________

Projeto Cultural nº 1263/13-CD, intitulado “AULA ESPETÁCULO: E O FREVO CONTINUA … CIRCUITO ESTADUAL”, aprovado pela Comissão Deliberativa do FUNCULTURA na reunião para julgamento e seleção de projetos culturais inscritos no Edital – Edição 2012/2013, publicado no D.O.E. de 26 de setembro de 2013.
Anúncios